segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

A ANTIGA CAMPINADEIRA DO SERIDÓ ANTIGO

ERA NESSA ENGRENAGEM QUE A MAIORIA DOS CABOCOS VÉI DE OUTRORA CORTAVA AS SUAS TERRAS PARA O PLANTIO DO INVERNO. A CAMPINADEIRA ERA A MAIS AFAMADA E SIMPLES DE SE TRABALHAR. CONSISTIA NUMA ENGRENAGEM DE FERRO, COM DUAS LÂMINAS NO CHÃO E DOIS BRAÇOS, PEGADORES, ONDE A GENTE SEGURAVA E AMARRAVA NUMA CORDA, PRENDIA NUM LOMBO DE UM BURRO OU JUMENTO E PUXAVA O BICHO. 
NA HORA QUE O BICHO ERA PUXADO A CAMPINADEIRA COMEÇAVA A SE MOVER E A GENTE TINHA QUE SEGURAR BEM FIRME. ELE OCUPAVA DUAS PESSOAS: UMA PARA SEGURAR NOS SEUS BRAÇOS E OUTRA PARA PUXAR O BICHO. O BICHO TINHA QUE IR DE FORMA LINHEIRA EM ZIGUEZAGUE. DEPOIS QUE A TERRA TAVA BEM CORTADINHA ERA SÓ CAVAR AS COVAS, JOGAR A SEMENTE DE MILHO, FEIJÃO, MELANCIA, MELÃO OU JERIMUM, ENTERRAR UM POUQUIM E ESPERAR A PLANTA BROTAR.
EU MESMO JÁ TRABALHEI COM ESSA ENGRENAGEM: EU ERA O PUXADOR DO BURRO E MEU PAI O CORTADOR DA CAMPINADEIRA. AH, TEMPOS RUDES, MAS BONS DE RECORDÁ-LOS...! (FOTOS DE EDNALDO LUÍZ)  

Nenhum comentário:

Postar um comentário